Mulheres que trabalham muitas horas engordam mais

06/03/2013


Mulheres adultas que trabalham durante muitas horas seguidas têm mais chances de engordar e de apresentar doenças associadas ao excesso de peso, de acordo com uma pesquisa feita na Universidade Monash, em Melbourne, na Austrália. Os resultados foram publicados no International Journal of Obesity.

 

Os autores acompanharam 9.276 mulheres com idades entre 40 e 50 anos, todas inscritas no Estudo Longitudinal Australiano sobre Saúde da Mulher. Após dois anos, 55% das participantes engordaram uma média de 1,5% do seu peso inicial. Analisando a jornada de trabalho das mulheres, os especialistas concluíram que aquelas que trabalhavam 35 horas por semana eram mais propensas ao sedentarismo e a engordar do que aquelas que trabalhavam por um período menor. Eles também notaram que só o fato de a mulher estar empregada já é um fator de risco para ganho de peso entre na faixa-etária analisada.

 

Além disso, as mulheres que trabalhavam por ao menos 49 horas por semana eram mais propensas a vícios como cigarro e álcool e a não praticar atividade física. Os pesquisadores acreditam que esses resultados sugerem uma forte associação entre horas de trabalho e estilo de vida sedentário. Segundo eles, devem ser criadas novas políticas públicas a fim de reduzir a jornada de trabalho da mulher e incentivar a prática de exercícios para melhorar a saúde daquelas com mais de 40 anos.

 

Organizar a rotina ajuda a ter tempo para se cuidar

 

Trabalho, família, relacionamento e compromissos sempre estão na frente de tudo, por mais que você tenha o desejo de fazer diferente. "A falta de um momento pessoal, porém, é um baque para a saúde e a autoestima, seu relógio biológico está sempre em atraso e o corpo vive cansado e sob estresse", afirma a psicóloga Andreia Calçada, especialista em Psicopedagogia Clínica, do Rio de Janeiro. Aproveite as dicas de especialistas para conciliar as tarefas com a sua necessidade de se cuidar:

 

Planeje o seu tempo

 

Procure se organizar no começo de cada semana, separando um momento só para você. Além disso, encare o momento para si mesmo como uma reunião que não pode ser desmarcada. "Se perguntarem, nem explique o que está marcado, diga apenas que é um compromisso pessoal", afirma a psicóloga Fabiana Albino Diniz, do Centro de Referência em Medicina Preventiva da Unimed Paulistana.

 

Gaste esse momento sem trapacear

 

Não vale usar esse tempo livre para quebrar o galho de alguém ou fazer a compra de supermercados da família. A psicóloga Andreia recomenda se olhar no espelho e perguntar: o que está te incomodando? É hora de cuidar desses pontos, a sua autoestima vai sentir os efeitos. Pratique exercícios e procure eliminar os maus hábitos que prejudicam a sua saúde.

 

Livre-se do que ocupa tempo no seu dia

 

Se você considera sua rotina uma correria, faça uma poda na árvore de compromissos: corte os compromissos que não fazem tanta diferença, como o hábito de arrumar a casa todos os dias ou passar horas bisbilhotando as redes sociais. O tempo poupado vai ser suficiente para você aproveitar e relaxar um pouco.

 

Procure identificar o que te faz infeliz

 

Repense o que te faz mal na rotina: a insatisfação no ambiente de trabalho, o trânsito, os quilos extras... "Muitas situações difíceis podem ser contornadas se você mantiver a força de vontade", afirma Andrea Calçada. Pode ser uma mudança gradual, mas a simples sensação de que você vai deixar as coisas melhores para si já serve de calmante.

 

Diga não aos outros

 

Ninguém agrada a todos a todo o momento. "É preciso que você avalie se o pedido dos outros é urgente a ponto de você parar o que está fazendo", afirma a psicóloga Milene Rosenthal, do projeto Psicolink.

 

Peça ajuda quando necessário

 

Ninguém dá conta de tudo sozinho. Pare de querer perfeição, pois tentar fazer tudo sozinho pode trazer resultados muito piores do que ter ajuda de outras.

 

 

 

Fonte: Minha Vida

 

 

 



Veja também