Beber leite desnatado na infância aumenta chances de obesidade

21/03/2013


Um levantamento da Faculdade de Medicina da Universidade da Virginia, nos Estados Unidos, coloca em xeque a escolha pelo leite desnatado, com redução das gorduras da bebida. Segundo pesquisa feita com crianças, as que recebiam a versão desnatada ganharam mais peso do que as que bebiam leite integral. As informações são do Daily Mail.

 

 

A diferença encontrada foi grande: 57% mais chances de ficarem obesas. A comparação foi feita quando os participantes ainda estavam com quatro anos.

Os envolvidos no levantamento buscam explicações para a diferença e uma das hipóteses avaliadas é a de que o leite integral deixaria as crianças saciadas mais rapidamente, o que evitaria o consumo de outros alimentos.

 

Mais do que uma recomendação para consumir leite integral, a pesquisa mostra que o tipo da bebida não deve ter grande influência no aparecimento ou não do quadro de obesidade e que outros aspectos da dieta precisam ser observados.

Os resultados foram baseados em respostas fornecidas por 11 mil pais sobre a dieta dos filhos e as crianças foram medidas e pesadas aos dois anos e depois aos quatro.

 

 

"Pensávamos que o estudo mostraria que beber leite desnatado ajudaria crianças a manterem o peso, mas parece não importar muito o tipo ingerido", disse o professor Mark DeBoer, chefe do estudo.

As obesas tomavam mais leite desnatado do que as demais crianças, 14% aos dois anos e 16% aos quatro. Entre as que estavam com o peso normal para as idades, apenas 9% dos participantes bebiam leite sem gordura aos dois anos e 13%, aos quatro.

 

"Médicos não têm muito tempo para aconselhar os pais preocupados com o ganho de peso dos filhos, por isso é melhor focar no que é certo. Isso inclui cortar horas à frente da televisão e bebidas doces, aumento de exercícios e alimentação rica em frutas e vegetais", completou o professor.

 

 

 

Fonte: Terra

 

 

 



Veja também