Cientistas afirmam que sabonete antibacteriano pode afetar mãe e feto

12/08/2014


Especialistas em saúde ambiental estão preocupados com alguns componentes comuns aos utilizados no sabonete antibacteriano. Conforme divulgado em uma das pesquisas que foram apresentadas na American Chemical Society , cientistas temem sobre a relação entre a exposição a certos produtos químicos e o baixo peso ao nascer.

 

O especialista Benny Pycke, da Arizona State University, afirma que as evidências mostram que estes compostos já mostraram problemas de desenvolvimento e reprodução em animais e, potencialmente, podem afetar também os humanos. Em 2010, por exemplo, pesquisadores da University of Florida descobriram que o componente triclosan impede uma enzima relacionada ao metabolismo do estrogênio. Durante a gravidez, essa enzima ajuda a metabolizar o estrogênio e movê-lo na placenta para o desenvolvimento do feto. Lá, o estrogênio também tem um papel crucial no desenvolvimento do cérebro e na regulação dos genes do bebê.

 

Algumas pesquisas sugerem ainda que aditivos usados nos sabonetes antibacterianos podem contribuir para a resistência aos antibióticos. O triclosan é usado em mais de 2 mil produtos vendidos sob o rótulo de "antibacteriano", incluindo pasta de dente, detergentes, brinquedos e materiais escolares. Os cientistas dizem que os produtos químicos "onipresentes" em produtos de uso diário podem estar contribuindo para problemas de fertilidade difundidos no mundo ocidental.

 

Pesquisadores alemães e dinamarqueses testaram quase 100 produtos químicos e descobriram que um terço deles afetam também os espermatozoides. No novo estudo da universidade do Arizona, especialistas observaram a exposição de mulheres grávidas e seus fetos ao triclosan e ao triclocarban, dois dos mais comuns "matadores de germes" utilizados nestes produtos. Foram encontradas ambas as substâncias nas amostras de urina e também em metade das amostras de sangue do cordão umbilical, o que significa que podem ser transferidas da mãe para o feto.

 

Fonte: Daily Mail / Terra



Veja também