Saiba mais sobre o ebola, o vírus que já matou mais de 2.000 na África

08/09/2014


A Organização Mundial da Saúde (OMS), informou na última semana que as mortes causadas pela epidemia do ebola ultrapassou as 2.000 pessoas. Diante da epidemia, a organização decidiu testar as terapias de tipo sanguíneo e soros para combater a doença nos países afetados. Esses testes serão realizados no Mali, conforme decidiram os especialistas reunidos para discutir a questão.

 

A organização disse ainda que os resultados dos testes dos primeiros protótipos da vacina serão conhecidos em novembro. As Nações Unidas fixaram a meta de deter a extensão da epidemia de ebola nos próximos seis a nove meses, conforme afirmou nesta sexta-feira o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

 

Depois de uma reunião com altos funcionários da Saúde, Ban afirmou que "as próximas semanas serão decisivas" para intensificar os esforços internacionais para combater a pior epidemia mundial de ebola.

 

O Ministério da Saúde brasileiro já divulgou que não existe registro de casos de ebola no Brasil, no entanto todos os cuidados estão sendo tomados para que assim permaneça.

 

 

 

Conheça mais sobre o vírus

 

A doença é causada pelo vírus ebola e pode levar a morte até 90% dos doentes. Tem sintomas como febre, vômito, diarreia e hemorragia.

 

Como se contrai o vírus?

 

O ebola é transmitido pelo contato direto com sangue e fluídos corporais (suor, urina, fezes e sêmen) de pessoas contaminadas e de tecidos de animais infectados.

 

 

 

Quais países têm mais casos de ebola?

 

Guiné, Libéria e Serra Leoa vivem surtos de ebola, e há casos na Nigéria. EUA e Espanha levaram compatriotas infectados para tratamento em seus países.

 

O ebola pode chegar ao Brasil?

 

Uma pessoa infectada pode entrar no país, mas só poderá infectar alguém quando estiver com os sintomas; dado isso deve ser levada a um hospital onde será isolada.

 

O ebola tem cura?

 

Não. Existem apenas remédios e vacinas experimentais sendo testadas no Canadá e nos Estados Unidos. O tratamento consiste em amenizar os sintomas.

 

 

 

Fonte: Terra



Veja também