Empresa compra os direitos de vacina contra o ebola

28/11/2014


A empresa farrmacêutica americana Merck anunciou nessa semana que comprou os direitos para pesquisar, desenvolver, fabricar e distribuir uma vacina experimental contra o ebola de propriedade da empresa NewLink Genetics.

 

A vacina experimental rVSV-EBOV, desenvolvida originalmente pela Agência de Saúde Pública do Canadá, se encontra na atualidade na primeira fase dos testes clínicos em laboratórios de Suíça, Alemanha, Quênia e Gabão, segundo explicou a Merck em comunicado.

 

À espera dos resultados dessa primeira fase, os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) já anunciaram sua intenção de realizar nos próximos meses a terceira fase da pesquisa para avaliar a segurança e eficácia da vacina.

 

A Merck aceitou pagar à NewLink Genetics US$ 30 milhões pelos direitos e gastar outros US$ 20 milhões quando sejam realizados os novos testes clínicos para comprovar sua eficácia.

 

"Uma vacina eficaz contra o ebola será um componente crítico nas medidas de prevenção para as pessoas em risco de contágio e prevenir futuros surtos em nível mundial", disse a responsável da divisão de vacinas da Merck, Julie Gerberding.

 

A vacina experimental rVSV-EBOV oferece proteção perante esta doença com uma única dose em animais e tem o potencial de ter efeito inclusive imediatamente após uma infecção com o vírus do ebola.

 

Desde o último mês de março foram detectados 15.351 casos de infecções em sete países (Libéria, Serra Leoa, Guiné, Nigéria, Senegal, Espanha e EUA), e 5.459 pessoas morreram, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Fonte: EFE



Veja também