Saiba a diferença entre tristeza e depressão

06/09/2019

aldesul;diagnostico;dica;dicas;doença;sintomas;saúde  


Estar triste é diferente de estar com depressão. A tristeza é um sentimento normal de qualquer pessoa, em resposta as situações como um desapontamento, lembranças desagradáveis ou o término de um relacionamento, por exemplo, que é passageiro e não precisa de tratamento. Já a depressão é uma doença que afeta o humor, gerando tristeza profunda, persistente e desproporcional, que ultrapassa 2 semanas, e que não precisa de um motivo justificável para acontecer. Além disso, a depressão pode vir acompanhada de sintomas físicos adicionais, como diminuição da atenção, perda de peso ou aumento de peso e dificuldade em dormir.

Estas diferenças podem ser sutis, e até, difíceis de perceber, portanto caso a tristeza persista por mais de 14 dias, é importante passar por uma avaliação médica, que poderá definir se há depressão e orientar um tratamento, que inclui o uso de antidepressivos e a realização de sessões de psicoterapia.

Apesar de compartilharem muitos sintomas semelhantes, a depressão e a tristeza apresentam alguma diferenças, que devem ser observadas para uma melhor identificação: 

Tristeza

Depressão

O tratamento para depressão é feito com o uso de medicamentos antidepressivos recomendados pelo psiquiatra e a realização de sessões de psicoterapia, geralmente, feitas semanalmente com um psicólogo. Geralmente, seu uso deve persistir por, pelo menos, 6 meses a 1 ano após melhora dos sintomas e, se houve um segundo episódio de depressão, recomenda-se usar por, pelo menos, 2 anos. 

Já nos casos graves ou que não melhoram, ou após o terceiro episódio de depressão, deve-se considerar usar o medicamento para a vida inteira, sem maiores complicações devido ao uso prolongado.No entanto, é preciso levar em consideração que para melhorar a qualidade de vida da pessoa não basta somente tomar remédios ansiolíticos e antidepressivos, sendo importante ser acompanhado por um psicólogo. As sessões podem ser realizadas 1 vez por semana até que a pessoa fique totalmente curada da depressão. Praticar exercícios, encontrar novas atividades e buscar novas motivações são orientações importantes e que ajudam a sair da depressão.

Fonte: Tua saúde.



Veja também